Opel Vectra A

desde 1988-1995 lançamento

Reparo e operação do carro



Opel And de Vektr
+1. Instrução de manutenção
+ 1.1 Manutenção
+2. Motor
+3. Reparo de motores DOHC
+4. Reparo do motor diesel
+5. Esfriamento de sistema
+6. Sistema de combustível
+7. O combustível e sistema de escape de modelos com sistema de injeção de combustível
+8. Sistema de escape e sistema de redução em toxicidade de gases de escape
+ 9. Sistemas de combustível do motor diesel
- 10. Sistemas elétricos de motor
   10.2. Informação geral
   10.3. Sistema de ignição
   10.4. Cheque de sistema de ignição
   10.5. Regras de cuidado do acumulador
   10.6. Cheque do acumulador
   10.7. Carga de acumulador
   10.8. Acumulador
   10.9. Sistema de carga
   10:10. Gerador
   10:11. Dirigir cinto do gerador
   10:12. Remoção e instalação do gerador
   10:13. Escovas de gerador
   10:14. Gerador de BOSCH
   10:15. Gerador DELCO-REMY do pequeno tamanho
   10:16. Sistema de lançamento do motor
   10:17. Autor
   10:18. Remoção e instalação de um autor
   10:19. Rolo de ignição
   10:20. Cobertura e rotor do distribuidor de ignição
   10:21. Distribuidor de ignição (modelo de SOHC)
   10:22. Distribuidor de ignição (modelo de DOHC)
   +10:23. Reparo do distribuidor de ignição
   10:24. Cheque e ajuste de uma esquina de um avanço de ignição
   10:25. Sintonização perfeita do momento de ignição abaixo do grau de combustível usado
   10:26. Módulos eletrônicos
   10:27. Elementos de MSTS-i
   10:28. Sensor de velocidade/provisão de um cabo de inclinação (modelo de 1,8 l)
   10:29. Elementos de sistema de Motronic
   10:30. Sensor de uma detonação (modelo de DOHC)
   10:31. Módulo DIS
   10:32. Sensor de fases do eixo (motor de C20 XE)
   10:33. Sistema de precomeçar a aquecer-se
   10:34. Tomadas de incandescência
+11. Transmissão
+12. Transmissão mecânica
+13. Câmbio automático
+14. Cabos de poder
+15. Sistema de freios
+16. Suporte de forma triangular de interrupção
+17. Corpo
+18. Equipamento elétrico
+19. Cheque de maus funcionamentos




7962b456

10.3. Sistema de ignição

INFORMAÇÃO GERAL

Prevenção

Trabalhando no sistema elétrico para não danificar dispositivos de semicondutor (díodos e transistores) é necessário cumprir as seguintes exigências:

– no tempo operacional do motor não desconectam o acumulador, o gerador da corrente alternada ou nenhuma tomada elétrica;
– quando executar qualquer trabalho retira a tomada negativa do acumulador;
– quando executar electrowelding trabalha no comutador do carro - do gerador da corrente alternada e o dispositivo de controle eletrônico;
– não permita a operação do motor com o gerador desconectado do sistema elétrico;
– não verifique a operabilidade do gerador, fechando os seus contatos de produção no peso.


O sistema da ignição faz a ignição da mistura de combustível em cilindros de motor em algum momento dependendo de voltas do motor e carregamento. Em carros muitos vários tipos de sistemas da ignição estabelecem-se.

O sistema da ignição come da rede de bordo do carro. Na tensão de rolo de ignição da rede de bordo do carro vai se transformar à alta voltagem. A alta voltagem usa-se para a formação de uma faísca entre eletrodos da faísca liga cilindros de motor em um passo de compressão. A cadeia da baixa tensão ou a cadeia primária compõem-se de uma instalação elétrica que une o acumulador, a fechadura de ignição, a curva primária do rolo da ignição e o bloco eletrônico da ignição. A cadeia da alta voltagem ou uma cadeia secundária compõem-se de uma curva de alta voltagem do rolo de ignição, o arame de alta voltagem central, o distribuidor da ignição, um rotor do distribuidor, arames de alta voltagem de tomadas de faísca e tomadas de faísca.

O rolo da ignição transformará a corrente que vacila da baixa tensão (+12 V) a uma corrente de alta tensão do esgotamento de uma fenda aérea entre eletrodos de tomadas de faísca. O rolo da ignição representa o transformador com o condutor magnético aberto que se compõe do núcleo interno e um anel externo o condutor magnético. A curva secundária que tem um grande número de círculos enrola-se em volta do núcleo. A curva primária (com o mais pequeno número de círculos) enrola-se sobre o secundário.
O sistema da ignição trabalha como se segue. Dando a tensão na curva primária do rolo da ignição no rolo da ignição há um campo magnético. Para inclusão e apagamento da tensão dada à curva primária do rolo da ignição o bloco eletrônico usa-se.

No momento do apagamento da tensão na curva primária do rolo do fracasso de poder de ignição do campo magnético em uma curva secundária gera a alta voltagem que via o distribuidor da ignição se move para uma vela do cilindro correspondente. Então a tensão move-se novamente para a curva primária do rolo da ignição, por isso, os aumentos de campanha magnéticos e o ciclo repetem-se para dar da alta voltagem à seguinte tomada de faísca.

Sistema de HEI

HEI é uma parte do sistema o distribuidor de ignição com o interruptor, o painel de comando, o rolo de tomada de faísca e ignição.· O impulso eletrônico necessário para apagar da tensão dada à curva primária do rolo da ignição forma-se pelo gatilho magnético no distribuidor de ignição. A roda dentada do gatilho gira no campo magnético constante. O tamanho do campo magnético entre bordas da parte fixa do motor elétrico e uma roda dentada depende de uma fenda aérea entre pólos. Na fenda aérea mínima quando a borda de uma roda dentada se localiza justo antes de que uma borda da parte fixa do motor elétrico lá é uma formação de um impulso. Como o campo magnético entre bordas da parte fixa do motor elétrico e uma roda dentada constantemente se modifica na curva eletromagnética do gatilho estabelecido abaixo de uma tensão de roda dentada gera-se. Esta tensão amplifica o painel de comando e usa-se para a paralisação da curva primária do rolo da ignição. Já que cada cilindro sobre uma borda do gatilho e a parte fixa do motor elétrico se usa.

A esquina de um avanço da ignição estabelece-se pelo distribuidor e corrige-se centrífuga e vácuo por reguladores. O regulador centrífugo compõe-se de dois pequenos pesos que no aumento em voltas do motor abaixo da influência da força centrífuga se dispersam de um cabo de distribuidor. Dispersando-se, os pequenos pesos viram uma roda dentada acerca de um cabo do distribuidor e assim o momento de ignição dependendo de voltas de motor corrige-se. O tamanho de uma divergência de pequenos pesos define-se pelo esforço de primaveras restituíveis.

O regulador de vácuo concentrou-se no caso de distribuidor de ignição compõe-se do bloco de diafragma. A um partido de uma depressão de diafragma do carburador move-se por uma mangueira. Outro partido de um diafragma une-se pelo esboço com o distribuidor de ignição. Abaixo da influência da depressão o diafragma curva-se e pelo esboço vira uma chapa básica contra a direção da rotação de um cabo do distribuidor e em consequência dele a ignição a esquina avançada dependendo do carregamento de motor corrige-se.

Sistema de MSTS-i

O sistema MSTS-i tem o distribuidor de ignição com o sensor de Hall (ou o sensor da velocidade da rotação e a provisão de um cabo de inclinação nos modelos X16 SZ), o sensor da pressão absoluta em um coletor de entrada, o sensor da temperatura de óleo, o painel de comando, o rolo de tomadas de faísca e ignição.

O efeito de sala compõe-se em voznikno veniye do campo elétrico zangado em uma chapa de semicondutor com a corrente no momento da ação nele campo magnético. O sensor compõe-se de um íman permanente, uma chapa do semicondutor e um pedaço integrado. Entre uma chapa e um magneto lá é uma fenda. Em uma fenda do sensor há uma tela de aço com quatro reduções. Quando por uma fenda lá passa a redução de tela, a chapa do semicondutor afeta-se pelo campo magnético e dela a diferença potencial retira-se. Se em uma fenda houver um corpo de tela, então as linhas de poder magnéticas ficam isoladas via a tela e não afetam uma chapa. Neste caso a diferença potencial em uma chapa não surge. O pedaço integrado que se constrói no sensor transformará a diferença potencial que se cria em uma chapa em impulsos negativos da tensão de certo tamanho na saída de sensor. No momento da rotação de um cabo do distribuidor da ignição o sensor sem contato dá impulsos de tensão em um kommut de Torahs. À sua vez o painel de comando os transformará a impulsos da corrente da curva primária do rolo da ignição.

Em modelos de 1,8 l para apagar da tensão dada à ignição enrolam o impulso do sensor da velocidade e a provisão de um cabo de inclinação que fica mais ativo um rotor de engrenagem em um cabo de inclinação usa-se. O rotor de engrenagem tem 35 teeths localizados na distância idêntica e o 36o dente ausente. O lugar onde não há dente, usa-se pelo sensor para a definição do ponto morto superior de um cabo de inclinação.

Os dados sobre a carga do motor chegam ao módulo MSTS-i do sensor de pressão que se une ao carburador uma válvula eletrônica. Também a informação adicional do sensor de temperatura de óleo vem ao módulo MSTS-i. Com base na informação de sensores o módulo MSTS-i define a ignição necessária esquina avançada.

O sistema Multec com MSTS-i

O sistema eletrônico da ignição sem elementos mecânicos incorpora o dispositivo de controle eletrônico (o ECU) da ignição localizada no aprofundamento das pernas do motorista. O sistema da ignição compõe-se do distribuidor da ignição instalam na ação do fim esquerdo distributivo também abaixam o sinal que contém o ampliador, o comutador do número de octano de combustível, uma tomada de faísca, arames de alta voltagem e o rolo da ignição.

O bloco de ECU faz funcionar o sistema da ignição e o sistema da injeção do combustível e de fato, é um sistema de controle do motor. Para a definição de uma esquina de um avanço da ignição o bloco de ECU recebe informar um tion do sensor de um cabo de inclinação (sobre a frequência da rotação e a provisão de um cabo de inclinação), do sensor da temperatura de esfriar o líquido e do sensor da pressão absoluta em um coletor de entrada (sobre a carga do motor). Além disso, o bloco de ECU obtém a informação adicional do número de octano determinado do combustível e a unidade de controle do câmbio automático (para a engrenagem lisa que desloca a ignição esquina avançada trocando reduções).

O bloco de ECU usa entradas de vários sensores para calcular a instalação necessária de uma esquina de um avanço da ignição e o tempo da acumulação da energia no rolo de ignição.

O sistema da ignição tem a alta sensibilidade, por isso, até, em voltas de perder tempo o neznachitel pode mas modificar uma ignição esquina avançada. O sistema da ignição instalada nos modelos C18 SZ é semelhante descrito exceto que o ampliador de sinais se realiza na forma do bloco separado. O bloco de ECU determina voltas e a provisão de um cabo de inclinação do motor pelo sensor, fixado do lado avançado direito do bloco de cilindros. O sensor fica mais ativo o rotor de engrenagem especial com 58 teeths estabelecidos em um cabo de inclinação. O lugar em um rotor onde um dente se ausenta, usa-se pelo sensor para a definição do ponto morto superior de um cabo de inclinação.

Sistema de DIS

Em todos os motores X16 SZ e em motores DOHC C20 XE desde 1993 em vez do distribuidor e o rolo da ignição o módulo DIS usa-se. No motor de X16 SZ o módulo DIS localiza-se em uma cobertura de uma cabeça do bloco de cilindros naquele lugar onde o distribuidor teria de instalar-se. Em motores C20 XE o sensor da posição do eixo anexa-se a uma cabeça do bloco de cilindros em vez do distribuidor ordinário da ignição. O módulo DIS produz-se em um braço e fixa a uma cabeça do bloco de cilindros do eixo que faz funcionar válvulas de entrada.

O módulo DIS compõe-se de dois rolos da ignição. Cada rolo da ignição de fato compõe-se de dois windings de alta voltagem separados que dão uma faísca a dois cilindros todo o mundo (um - em cilindros 1 e 4, e o outro - em cilindros 2 e 3). O impulso da ignição afasta duas tomadas de faísca de cada cilindro do motor, um ao mesmo tempo - em um passo de compressão, um - em um passo de escape. A faísca de ignição em um passo de um escapamento não influi na operação do motor e por isso não se passa para nada. O bloco de ECU usa entradas de vários sensores para calcular a instalação necessária de uma esquina de um avanço da ignição e o tempo da acumulação da energia no rolo de ignição.

Motronic M4.1 e sistema M1.5

Estes sistemas fazem funcionar a ignição e a injeção do combustível.

O bloco de ECU do sistema de Motronic obtém a informação do sensor da velocidade/provisão de um cabo de inclinação, do sensor da temperatura de esfriar o líquido, устанав o termostato livayemy em uma cobertura, do sensor da provisão de uma válvula de borboleta, do instrumento de medir de uma corrente aérea, e em modelos com o catalisador - do sensor de oxigênio.

Com base na informação de sensores o bloco de ECU faz funcionar a bomba de combustível, bocais de combustível, voltas de perder tempo e calcula a instalação necessária de uma esquina de um avanço da ignição e o tempo da acumulação da energia no rolo de ignição. Este sistema fornece o controle ótimo do motor em todos os modos operacionais, reduzir consumo de combustível e melhorar características dinâmicas do carro em reduzem o instituto de pesquisa científica de emissões de substâncias perigosas na atmosfera.

M2.5 e sistema M2.8 Motronic

Este sistema é semelhante descrito para modelos com motores SOHC sobre as seguintes diferenças ми.

Em conjunto com o sensor da velocidade/provisão de um cabo de inclinação o distribuidor de ignição com o sensor de Hall usa-se.

No sistema também separam o painel de comando que se instala em um braço de rolo de ignição usa-se.

O bloco de ECU obtém a informação adicional do sensor de uma detonação instalada no bloco de cilindros. No momento da emergência de uma detonação o bloco de ECU reduz uma esquina de um avanço da ignição e o predotvra shchat o dano do motor.

Sistema Simtec 56.1

No sistema da ignição Simtec lá não são nenhum nó mecânico.

A unidade de controle do motor tem o sistema do controle eletrônico pela ignição que se chama o sistema de microprocessador da ignição com a gestão indutiva ou MSTS-i. A unidade de controle localiza-se abaixo da lista que termina do lado direito no aprofundamento das pernas do motorista.

Em vez do rolo ordinário da ignição o rolo dual da ignição que se dirige pela unidade de controle usa-se.

Com base em sensores do eixo e o sensor indutivo de um cabo de inclinação o ponto morto superior, um ângulo de rotação de um cabo de inclinação e voltas do motor define-se. Com base em sinais de sensores a unidade de controle define o momento da ignição e o momento da injeção do combustível.

Com base na informação do sensor de fita da massa de uma corrente de ar o bloco de ECU define o montante do combustível da injeção no motor.

O sensor da temperatura do ar (NTS) que vem ao motor instala-se no tubo de ramo aéreo principal entre o filtro de ar e o instrumento de medir de uma corrente de ar.

O sistema de controle do motor também faz funcionar a válvula de lata com o carvão. A ventilação do tanque de combustível controla-se pelo sensor de oxigênio e corrige-se pela unidade de controle.

Também a unidade de controle obtém a informação do sensor de detonação. Como no momento da emergência de uma detonação em cilindros de motor o sensor de uma detonação reduz uma ignição esquina avançada, a instalação do número de octano do combustível não se necessita.


Na home page